Sábado, 22 de Maio de 2010

Teste de Português- Composição sobre as guerras

Actualmente, as guerras são frequentes.

As lágrimas das mulheres desgostosas de perder os maridos nas duras guerras, os filhos que muitas vezes não chegam a conhecer os pais e a coragem dos guerreiros para enfrentar o medo, são situações que muitas vezes me deixam pensativa.

Para existir diplomacia e paz entre os países será necessário utilizar a força? Será preciso "ouvir" o lacrimejar das mulheres, coitadas, e das mães sós e sem amparo? Quando vivemos em paz, por vezes, esquecemo-nos do resto do mundo.

Milhares de pessoas que lutam diariamente pela igualdade de direitos e pelas tréguas entre as nações.

Crianças a perguntarem pelos pais e mães sem resposta à altura.

É triste, ter que ficar quieta em situações como estas. Um dia, irei lograr a Paz Universal, um dia gritarei: "a paz existe!".

E nesse dia, irei ver chegar a casa, os soldados ainda fardados de braços abertos para a familia.

Irei ver espalhados sorrisos pelas ruas.

E irei gravar o momento, para que se um dia os meus filhos me perguntarem pelo pai, lhes mostrar que tudo voltará a ser perfeito.

 

 

publicado por Juh às 12:36
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 21 de Maio de 2010

OMG

O meu ex-namorado é a cara chapada do vocalista dos Arctic Monkeys!

 

publicado por Juh às 15:06
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 19 de Maio de 2010

Irónico, não é?

Hoje decidi olhar para o calendário e o meu aniversário vai calhar a uma Quarta.

E logo eu, que não gosto das Quartas!

 

 

P.s- E agora vou voltar ao "marranço".

publicado por Juh às 00:30
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Domingo, 16 de Maio de 2010

Noite

O silêncio era constrangedor. Podia ter resistido às tuas armas, e ter-te dado luta. Mas o toque dos teus lábios deixou-me a tremer e imóvel.

Pegaste-me na mão e levaste-me para a sala. Estava escuro, estava toda a gente a dormir, logo o ambiente estava super-romântico.

Despi-me rapidamente para ti e tapei-me com a manta laranja.

De seguida, olhei para o lado e reparei no teu corpo. Excitou-me de imediato, e não foi preciso muito tempo para começarmos a fazer amor.

Para mim, o tempo tinha parado naquela noite, naquele instante. Só conseguia pensar no quão és especial.

As nossas roupas estavam espalhadas pelo chão, tal como as tristezas.

Tudo o que havia era puro amor e felicidade.

Parámos e pedi-te para ficares comigo, agarrado a mim, como se compartilhassemos a mesma lua.

E permanecemos assim, com o reflexo da lua a bater na janela, e a olhar um em direcção ao outro o resto da noite.

Podia ter sido para sempre.

 

 

 

 

 

 

 

publicado por Juh às 00:41
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
Terça-feira, 11 de Maio de 2010

O meu diário

E eis a capa:

 

 

Digam lá que não é fofinho?

 

publicado por Juh às 14:04
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Sábado, 8 de Maio de 2010

Chorei nestes filmes, sim.

1- Fiquei tão triste quando o Bambi perdeu a mãe que não consegui conter as lágrimas no filme. Pequenino e frágil, o Bambi aprendeu a viver sozinho com a ajuda do pai.

 

 

 

2- Este filme é dos melhores filmes que já vi, mas a primeira vez que o vi, numa aula, já estava com as lágrimas nos olhos. Será a música que acompanha as cenas que me deixou como uma maria-madalena abandonada?

 

 

publicado por Juh às 13:53
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Sexta-feira, 7 de Maio de 2010

Aulas da matemática bastante produtivas!

Tom escovou o seu forte cabelo loiro enquanto ouvia o terrível murmurar de Jennifer, a mimada mostrinha que vivia no seu quarto, que por sinal era sua meia-irmã desde o segundo casamento do seu pai.

A segunda mulher do seu pai, ou seja, a sua madrasta, era uma mulher antiquada e rígida.

Não era dada a afectos, nem a grandes conversas. Era uma pessoa reservada.

Tom não compreendia qual fora o tipo de inteligência que o seu pai teve quando a nomeou de sua esposa.

Ou melhor, até era compreensível. Era uma mulher bonita exteriormente e pelo que diziam, fazia o seu pai um homem bastante feliz.

Cozinhava pratos da melhor qualidade para ele, arrumava a casa, alegrava-a com os seus quadros coloridos e dava comida aos peixes.

Mas da felicidade que dava ao seu pai, havia grandes incertezas, visto que o seu pai continuava a fazer a vida de rato de biblioteca, tal como nos tempos em que as discussões com a mãe de Tom eram frequentes.

- Tom, acorda filho!- grita-lhe o pai com um tom severo

- Desculpe pai, estava só a tirar umas dúvidas comigo mesmo.- responde atrapalhado

- A meggy já tem o almoço feito, por isso vamos almoçar! Anda daí!

- Pai, desculpe a pergunta, mas você ama a Meggy?

- Porquê essa pergunta?

- Porque em todos os livros que o pai me ofereceu, sem excepção, as pessoas apaixonadas mudavam. E o pai continua o mesmo de sempre, passa dias enfiado no seu mundo, esquecendo-se do resto. Desculpe o que lhe estou a dizer pai, mas não conseguia ficar calado.

- Sabes Tom, ás vezes procuramos caminhos certos em busca da felicidade, dando um pouco de nós aos outros e compartilhando a mesma lua, e os mesmos sentimentos. Mas tudo em vão, arrependemo-nos e não há volta a dar, é tarde demais.

- E pai, o pai gosta dela?

- Gosto filho. Mas é a ti que te amo, incondicionalmente. E ainda és muito novo para perceber o que é o amor, por isso a nossa conversa acaba aqui.

 

publicado por Juh às 14:40
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Domingo, 2 de Maio de 2010

Como eu adoro isto!

publicado por Juh às 13:22
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Blog novo

. Hoje é dia 10/10/10

. A verdade doi

. Felicidade versus insegur...

. O maior susto, a pior tar...

. Excerto #

. Casting

. Promessas

. Exames

. A carta

.arquivos

. Dezembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds