Terça-feira, 4 de Novembro de 2008

"Eras"

Se me ponho a pensar em eras,

Em que ria e não chorava,

Em que ninguém me humilhava,

Pareçe que foi há muito tempo,

Noutra vida,

Noutro tempo.

 

 

E as lágrimas já estão tão secas,

De tanto chorar,

Que já nem têm espaço,

Para abrir portas para amar.

 

São humidas, frias, sós,

Como a chuva do inverno,

Que cai com intensidade,

E demora a acabar.

 

Ja pensei em desistir,

Em deixar de lutar por ser feliz,

Mas será que é assim que a vou encontrar?

 

Vou busca-la aos mares,

Aos rios,

Aos lagos,

Mas não encontro em nenhum lado,

Está tão escondida,

Perdida por erros,

Por falsas suposições,

Por tristezas acumaladas,

Falta de acções.

 

 

publicado por Juh às 22:13
link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De Humberto a 4 de Novembro de 2008 às 22:36
Tão longe mas afinal tão perto...

5* Bigada, tá lindo =DD

Bjs fofos linda, adoro-te <3
De Rodrigo a 6 de Novembro de 2008 às 23:08
Os poemas estão mesmo bons!!!
Tens futuro, ouve o que te digo...
Beijinhos e não deixes de escrever.

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Blog novo

. Hoje é dia 10/10/10

. A verdade doi

. Felicidade versus insegur...

. O maior susto, a pior tar...

. Excerto #

. Casting

. Promessas

. Exames

. A carta

.arquivos

. Dezembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds